• Me…

  • Tags

  • RSS Meus Twittes

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Meus Posts

  • últimos comentários

    Cris Maranhão em Inserindo Bibliografia no…
    Waldísio Araújo em juntando vários arquivos html…
    wiglot em Lyx: Latex para as massas
    Gil em Lyx: Latex para as massas
    wiglot em Inserindo Bibliografia no…
  • Anúncios

Rio de Janeiro com sua falta de ônibus e as consequências

Gosto muito das facilidades de andar de carro/moto mas venho tentado mudar isso usando mais o transporte público. Acho louvável quem faz isso.

Mas as coisas estão complicadas aqui pela cidade maravilhosa. A prefeitura tem cortado linhas de ônibus e reduzido linhas “normais” para colocar linhas “especiais” (mais caro e com mais conforto). Fora as ações de cortar linhas de algumas localidades para outras (zona norte para zona sul, por exemplo).

A redução das linhas, somado ao número grande obras, faz como que aconteçam situações como as de hoje onde levamos mais de 1 hora esperando por um ônibus que fosse para uma localidade até que decidimos ir para outro ponto. Após mais 20 minutos, um ônibus passa e podemos pegar. Estávamos muito cansados e com os pés doendo muito.

Após alguns minutos chegamos num ponto que tinha umas 6 pessoas e uma delas estava muito brava pela demora (creio que eles estivessem a mais de uma hora e meia no ponto esperando por um ônibus). Ela subiu no ônibus batendo palmas para o motorista e reclamando do fato de estar a uma hora no ponto. Não acho que o motorista seja o responsável pelo sucateamento do sistema de transporte público e nem acho que ele tenha conseguido atrasar esse tanto.  Acho a crítica dela ultra válida, mas talvez ela tenha escolhido a forma e o alvo sem pensar muito em como aquilo mudaria a situação da tal linha.

Mas o pior estava por vir, um cara estava atrás dele disse que aquele showzinho do cara não ia adiantar por que o motorista não era o responsável por todo aquele atraso. Nisso o cara da frente começou a discutir com o passageiro de trás e começou a empurrá-lo. A discussão continuou e uma passageira se levantou e pediu para pararem. Os empurrões vivaram socos e pontapés. A moça ameaçou chamar uma viatura. Por fim o cara do showzinho entrou entrou no ônibus e o mesmo partiu deixando o outro rapaz para trás.

Não soube como agir. Tive vários pensamentos e alguns deles talvez me fariam ganhar o status de réu primário, mas não soube como agir.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: