• Me…

  • Tags

  • RSS Meus Twittes

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Meus Posts

  • últimos comentários

    Cris Maranhão em Inserindo Bibliografia no…
    Waldísio Araújo em juntando vários arquivos html…
    wiglot em Lyx: Latex para as massas
    Gil em Lyx: Latex para as massas
    wiglot em Inserindo Bibliografia no…
  • Anúncios

Canções de redenção

Até quando vamos ficar parados enquanto matam nossos profetas?

Eu não me sinto bem ao ver injustiças, ainda mais quando essas são contra pessoas que pensam diferente ou não se encaixam no nosso atual modelo de sociedade.

Já perdi noites tranquilas pensando em pessoas que apenas lutam por seus direitos de expressar suas ideias e são silenciadas.

Me pergunto qual meu papel nisso tudo, como eu posso mudar alguma coisa ou como eu posso “salvar” o mundo.

Sei que esse “salvar” significa livra-lo do que eu acho errado, mas sei que esse errado é apenas minha visão sobre as coisas. Um dia eu aprenderei lidar com isso.

Mas o que me faz colocar essas palavras aqui é outro motivo que apesar de parecer egoísta, eu acho que mais importante que salvar o mundo. A pergunta que não quer calar: Como eu vou salvar o mundo se eu não me salvo primeiro, se eu não consigo nem a lidar com os meus conflitos internos?

Acho que eu deveria adotar a filosofia deboista para algumas situações. Como me disseram uma vez “seja a mudança que você quer no mundo, não se preocupe com as outras pessoas, tu não pode mudar elas”. Da mesma forma que eu não posso me preocupar se as pessoas estão criando expectativas quanto a mim, mas isto é algo que eu ainda não tenho certeza se eu tenho ou não que me preocupar. Claro que eu não vejo isso não é pretexto pra sair fazendo merda na vida das pessoas.

Parece que quanto mais eu me aproximo das pessoas mais eu me coloco na defensiva e mais afasto elas. Eu não sei direito o motivo, talvez por que eu tente sempre criar uma imagem de pessoa perfeita e séria, o que eu sei que não sou. Nesse mesmo momento tem pessoas querendo muito falar comigo mas eu não estou com vontade de conversar com ninguém. Isso é errado? até onde eu “posso” fazer isso sem que isso seja algo prejudicial pra mim?


Esse é um texto antigo, começado em 30 de setembro de 2014, e publicado em 4 de março de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: